Capex e Opex: as vantagens do MSP (Serviços Gerenciados)

Para uma empresa saber como utilizar melhor os seus recursos financeiros e planejar a expansão ou modernização de seus recursos de TI, é preciso levar em consideração duas modalidades de investimento: CAPEX (Capital Expenditure) e OPEX (Operational Expenditure).

O uso desses conceitos se mostra ainda mais pertinente devido às facilidades trazidas pela computação em nuvem, que permite implantar modelos de custos flexíveis, especialmente em serviços pré-pagos. Nesse contexto, o debate sobre a escolha entre investir em soluções CAPEX ou OPEX se intensificou ainda mais.

Além disso, a nuvem pública trouxe novas oportunidades para que as empresas pudessem adotar uma abordagem de investimentos baseada no consumo, passando os gastos de CAPEX para OPEX. Os serviços gerenciados normalmente seguem esse modelo de preços baseados no consumo.

Uma pesquisa realizada pela IDC Brasil em maio deste ano aponta que os serviços gerenciados devem ganhar relevância no período pós-pandemia, com crescimento de 7,5% no Brasil. Envoltas em ambientes cada vez mais complexos e forçadas a acelerar as suas jornadas de transformação digital, as empresas terão que contar com esses serviços para continuar inovando.

Neste artigo, vamos mostrar como os serviços gerenciados podem ajudar a sua empresa a economizar investimentos em infraestrutura e ainda assim, aumentar a eficiência operacional.  

Quais são as diferenças entre CAPEX e OPEX? 

Em reuniões corporativas, é comum ouvir a menção às siglas CAPEX e OPEX. Porém, nem sempre as pessoas estão familiarizadas com esses conceitos e as suas aplicações.

CAPEX: O termo é uma sigla do inglês Capital Expenditure, ou seja, a contabilização de gastos em longo prazo realizados para atualizar, adquirir e manter bens físicos, tais como imóveis, ferramentas, lotes, maquinários, veículos, computadores, softwares, entre outros. 

Principais vantagens: 

  • Possibilita a modernização das máquinas utilizadas e ajuda na inovação;
  • Permite aumentar o escopo da organização e oferecer novas possibilidades ao planejamento estratégico;
  • Favorece o aumento da produtividade e pode conferir certa vantagem competitiva às empresas;
  • O valor pago em CAPEX é bem definido e não varia conforme o consumo;
  • Permite o aumento do valor do ativo fixo, valorizando a empresa e tornando a marca mais atrativa para o investimento de seus acionistas.

Desvantagens:

  • Exige altos investimentos, de modo que esses recursos podem fazer falta em outros departamentos;
  • As taxas e impostos aplicados ao imobilizado podem ocasionar custos maiores;
  • As aquisições podem gerar um ciclo vicioso, que demanda novos gastos ao final de cada período de depreciação para superar o que está obsoleto. 

OPEX: O OPEX (Operational Expenditure) refere-se aos investimentos destinados aos gastos operacionais. Isso inclui as alocações de serviços como aluguel, energia, água, manutenção de equipamentos, contratação de cloud e assim por diante. Esses valores são desembolsados em uma empresa para adquirir produtos ou serviços num curto prazo e de forma contínua.

Principais vantagens:

  • O OPEX é visto como uma solução inteligente para otimizar os custos e proporcionar uma produtividade de excelência;
  • O OPEX não imobiliza uma grande fatia do fluxo de caixa em projetos, pois é pago mensalmente;
  • Obter instalações mais rápidas, atualizações e flexibilidade sob demanda;
  • Por serem dedutíveis, as despesas operacionais se tornam mais interessantes aos olhos da contabilidade; 
  • Esses investimentos permitem uma flexibilidade ampla com relação aos aportes de capital, pois reduzem drasticamente a necessidade de financiamentos e empréstimos;
  • Os sistemas em nuvem trazem complicações insignificantes de manutenção e visitas ao local.  

Desvantagens:

  • Os serviços operacionais contratados podem não corresponder à cultura da empresa; 
  • Por se tratar de um serviço, muitas vezes o valor cobrado se mostra variável, de acordo com o consumo daquele serviço;
  • Podem elevar os custos de manutenção ao ponto de ser melhor a compra de um novo equipamento.

Qual tipo de investimento se mostra mais vantajoso?

Para decidir entre investir em CAPEX ou OPEX é preciso considerar todos os aspectos inerentes ao dia a dia dos negócios. Entre eles, podemos citar o número de funcionários, o volume de vendas, a necessidade de novas tecnologias, entre outros fatores.

Cabe ao gestor do departamento analisar os custos relacionados a cada projeto, somá-los às despesas fixas, entender o tempo de depreciação de cada item e indicar qual a melhor solução para o negócio.

Porém, se analisarmos apenas o departamento de TI, talvez fique mais simples tomar uma decisão que faça sentido para a análise contábil. No OPEX, a web vira elemento principal da alternância de investimentos, propiciando agilidade, mobilidade e novos conhecimentos.

Além disso, dispensar a contratação de um servidor físico, contar com o armazenamento na nuvem e dispor de plataformas que atuam como serviços permitem que o TI se concentre em outros fatores, pois sabe que os dados estão em boas mãos. 

Serviços gerenciados como opção de OPEX

O Managed Service Provider (MSP), ou Provedor de Serviços Gerenciados, engloba desde a configuração do produto, até o monitoramento da saúde dele, a atualização das versões e a resolução de incompatibilidades. 

Com esses recursos, é possível contar com uma solução de proteção de dados atrelada a um projeto de implementação e configuração que garantirão o sucesso da utilização posterior das ferramentas.

Cobrada mensalmente e com valores minimizados, essa modalidade evita a necessidade de grandes investimentos em curto prazo. Outra vantagem é que ela consegue entregar melhor qualidade e garantia, pois conta com uma equipe capacitada na configuração e manutenção das soluções. Além disso, são oferecidos softwares avançados, equivalentes aos utilizados por grandes corporações.

Outro grande diferencial dos serviços gerenciados é que eles podem se adequar facilmente a todo tipo de empresa, segmento e condição financeira. A possibilidade de customizar sistemas e equipes torna essa proteção avançada uma realidade muito mais próxima das pequenas e médias empresas, que não dispõem de capital suficiente para investir em tecnologias de ponta.

Vantagens dos serviços gerenciados:

  • Agilidade
  • Disponibilidade
  • Projetos de segurança personalizados
  • Atualização constante
  • Escalabilidade
  • Serviços integrados
  • Consultoria proativa, preventiva e contínua
  • Qualidade técnica
  • Suporte continuado
  • Assistência em tempo real
  • Redução de custos
  • Foco no ambiente

Conheça os Serviços Gerenciados da AIM7

Com essa modalidade de serviço, a AIM7 atua como se fosse a própria área de TI da empresa contratante. A nossa equipe fica responsável por todo o processo que envolve a solução, seja configurar, reformatar, atualizar ou monitorar a saúde do produto e dos endpoints do cliente.

O objetivo é analisar continuamente os ativos de TI das empresas contratantes, de modo que os problemas sejam evitados de maneira ágil e automatizada, e com valores minimizados. Desse modo, as empresas podem terceirizar as atividades de governança de TI e ter mais tempo livre para cuidar do seu próprio negócio, sem se preocupar com altos custos.

Com os Serviços Gerenciados, a AIM7 consegue democratizar a Segurança da Informação para todas as empresas que queiram garantir que as suas informações continuem sempre seguras e disponíveis.

Ao colocar no pêndulo da decisão entre investir em CAPEX e OPEX, é importante contar com a ajuda de uma empresa especializada no assunto, que tenha o know-how necessário para avaliar o melhor custo-benefício.

Se você quer saber mais a respeito desses serviços, então solicite um orçamento agora. Teremos prazer em solucionar suas dúvidas e gerar bons resultados para a sua área de TI!

[Saiba mais sobre os nossos Serviços Gerenciados]

 

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Confira os próximos assuntos