Como corrigir vulnerabilidades e proteger os seus endpoints na nuvem híbrida

Cada vez mais as empresas se voltam para ambientes de nuvem híbrida para aproveitar ao máximo a confiabilidade e a dinâmica da nuvem. Uma pesquisa da Nutanix aponta que 85% dos entrevistados consideram a nuvem híbrida o seu modelo operacional ideal. Muitas empresas agora adotam estratégias de infraestrutura que combinam tecnologias em nuvem pública, privada e infraestrutura local para atender às suas necessidades. Afinal, a nuvem híbrida oferece a elas a velocidade e a escalabilidade da nuvem pública, bem como o controle e a confiabilidade da nuvem privada.

Porém, com a migração para a nuvem, o trabalho remoto e um número cada vez maior de dispositivos conectados à internet, os endpoints das empresas se tornaram cada vez mais dispersos, e os endpoints corporativos muito mais vulneráveis. Em função disso, as soluções tradicionais de segurança deixaram de ser suficientes. Para agravar a situação, os criminosos virtuais estão cada vez mais sofisticados e capazes de ultrapassar as proteções das empresas.

Neste artigo, vamos apresentar algumas estratégias capazes de corrigir vulnerabilidades e proteger os seus endpoints na nuvem híbrida.

 

Razões do aumento da vulnerabilidade na nuvem híbrida

Muitos fatores contribuem para a existência de vulnerabilidades na nuvem híbrida, desde a rápida velocidade de adoção e complexidade na implementação até as deficiências nas ferramentas de segurança disponíveis.

Além disso, em ambientes híbridos, a superfície de ataque se torna ainda mais ampla, pois as empresasprecisam interconectar aplicativos, software, serviços, plataformas e redes.Quando deixados sem correção e segurança, os aplicativos em nuvem podem levar a violações de dados que podem custar milhões de dólares em perdas e multas de negócios e também comprometer as informações pessoais de seus clientes.

Portanto, as organizações precisam dedicar um tempo para aprender sobre os seus ambientes de nuvem e auditar regularmente os seus ativos em busca de configurações incorretas. Além disso, asegurança na nuvem requer forte gerenciamento de acesso, criptografia para dados e excelente visibilidade para monitorar, detectar e gerenciar ameaças cibernéticas. As empresas também devemcontar com proteção integrada emsoluções de segurança avançadas, consolidadas e adaptáveis, capazes de fornecer proteção em tempo real e conformidade contínua.

 

A importância de proteger os endpoints na nuvem híbrida

A nuvem híbrida oferece às organizações o controle da nuvem privada local para dados críticos, mas também a escalabilidade e acessibilidade da nuvem pública para armazenamento flexível, capacidade de computação e desenvolvimento de aplicativos. Por isso, os terminais que interagem com uma nuvem híbrida são suscetíveis a todos os vetores de ataque de nuvens privadas. Além disso, como as nuvens híbridas funcionam com componentes de nuvem privada e recursos de nuvem pública, as organizações também devem considerar ataques e vulnerabilidades que a sua integração de nuvem pública apresenta.

Portanto, a segurança da nuvem híbrida é desafiadora do ponto de vista da proteção do endpoint, especialmente quando a integração da nuvem pública-privada é personalizada e inclui uma variedade de fornecedores e aplicativos. Nesse cenário, pode ser um desafio identificar endpoints, entender os controles de acesso e estabelecer configurações seguras, pois eles podem funcionar de maneira diferente para cada provedor de nuvem. Você não pode visualizar e controlar centralmente todas as suas ramificações de nuvem pública sem ferramentas especializadas.

Outra dificuldade é gerenciar e monitorar o comportamento e o acesso do terminal. Mesmo que a sua política de segurança estipule uma lista de dispositivos aprovados e aplicativos instalados, você precisa das ferramentas certas para monitorar e aplicar a segurança do endpoint. Para garantir a sua proteção, você precisa encontrar uma maneira de estender a segurança para incluir o monitoramento do acesso e do comportamento do endpoint remoto.

 

Como proteger os seus endpoints e dados na nuvem

As práticas recomendadas a seguir podem ajudá-lo a aprimorar a segurança do endpoint na nuvem.

Centralize a sua estratégia de segurança

Para identificar ameaças em várias plataformas de nuvem e integrar com eficácia uma estratégia de segurança que atenda às necessidades de cada plataforma, as equipes de segurança podem centralizar os controles de segurança para obter visibilidade de dados em vários ambientes de nuvem.

As informações sobre medidas necessárias e as ferramentas de segurança utilizadas devem ser compartilhadas entre as equipes responsáveis por cada plataforma. Ter um protocolo comum para implementação de serviços garante consistência e facilita a integração segura de arquiteturas de várias nuvens.

Atualize as suas defesas

A sua plataforma de proteção de endpoint (EPP, na sigla em inglês) protege sua empresa contra ameaças comuns. Mas você também precisa se proteger contra ataques novos, desconhecidos e evasivos que podem burlar a EPP.

Uma proteção de endpoint precisa abordar sua conexão com arquiteturas de nuvem pública, privada e híbrida.Por isso, é recomendável adotar uma ferramenta de detecção e resposta de endpoint (EDR, na sigla em inglês) rápida, escalonável e pronta para uso. Essa nova solução é capaz de assegurar a segurança de redes de computadores que são conectadas remotamente a dispositivos de clientes.A solução EDR possibilita automatizar as tarefas de rotina, evitando sobrecargas adicionais em seus recursos de segurança de TI.

Proteja os dispositivos móveis

A mobilidade na força de trabalho começou com laptops, mas agora inclui uma variedade de tablets e smartphones.Afinal, nessa época de adoção de trabalho remoto em massa, os funcionários das empresas usam smartphones para visualizar e-mails e documentos financeiros e conversam em aplicativos de mensagens. Para aumentar a segurança contra ataques de phishing, tanto os celulares quanto as estações de trabalho devem ser protegidos.

Invista em soluções de backup

As empresas precisam fazer backup de conteúdo que está salvo na nuvem, principalmente de arquivos críticos da empresa, assim como realizar a auditoria deles. O backup corporativo preserva uma cópia das informações em casos de perdas de dados e protege os arquivos de alterações não autorizadas.

Escolha senhas fortes

Para aumentar a proteção, é necessário utilizar senhas fortes, com letras maiúsculas e pelo menos um número. Procure também construir uma estrutura de verificação em etapas, que pede mais dados do usuário. O duplo fator de autenticação impede que credenciais sejam manuseadas de maneira indevida e restringe os acessos.

Utilize recursos de criptografia

Uma computação verdadeiramente confidencial que criptografa os dados da nuvem em repouso (no armazenamento), em movimento (conforme se desloca para, de e dentro da nuvem) e em uso (durante o processamento) para oferecer suporte à privacidade do cliente, requisitos de negócios e padrões de conformidade regulamentar.

Use VPNs para transmitir dados

A mobilidade é cada vez mais uma necessidade para pequenas e médias empresas para evitar a vulnerabilidade de seus endpoints. O uso de Virtual Private Networks (VPN) permite criptografar a conectividade entre o dispositivo móvel e a rede da sua empresa pela Internet para garantir que os dados sejam transmitidos com segurança.

Utilize softwares de segurança

Combine a segurança de endpoint com soluções de segurança adicionais. Ferramentas como antivírus, firewall, EDR e duplo fator de autenticação reduzem o risco de exploração de vulnerabilidades internas e externas. Para encontrar a proteção mais adequada para a sua empresa, é importante contar com a ajuda de um serviço qualificado e especializado em Segurança da Informação.

A AIM7 tem como principal objetivo oferecer soluções de Segurança da Informação para empresas preocupadas em ter uma proteção de dados efetiva. Conte com nosso time altamente capacitado para entregar os melhores serviços e garantir o correto funcionamento das soluções no ambiente de rede da sua empresa.

Entre em contato conosco.

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Confira os próximos assuntos