Como escolher o firewall mais adequado para a sua empresa

A escolha de um firewall que tenha os recursos necessários para proteger a sua empresa do ataque de hackers e malwares pode ser um processo confuso e frustrante.

O firewall certo para sua empresa é aquele que atende aos seus requisitos atuais e pode lidar com a maioria das necessidades futuras. Essa ferramenta está disponível em tipos diversos, com recursos e níveis distintos de segurança. Além disso, essa escolha depende muito do tamanho, escopo e escala de sua organização em particular.

Neste artigo, vamos apresentar os tipos mais importantes de firewall que você precisa conhecer e quais são os recursos necessários para aumentar a proteção de sua empresa.

Recursos que devem ser considerados na escolha de um firewall

Como há vários recursos incluídos em cada firewall, aqui está uma pequena lista de alguns itens essenciais que você deve procurar na escolha dessa ferramenta:

VPN: Se você está tentando criar uma infraestrutura segura e protegida, é essencial incluir uma VPN em seu firewall. As VPNs implementam criptografia site to site e tornam anônimo o seu endereço IP, de modo que hackers, governos e até mesmo seu ISP só consigam ver que você se conectou a um servidor VPN – eles não saberão o que você está vendo ou fazendo na internet.

Filtro de Conteúdo: Esse método é usado para permitir ou negar acesso a informações em redes de computadores. Basicamente esses filtros capturam as palavras dentro de pacotes de dados e comparam com palavras-chave de listas de negação (blacklists) e listas de liberação (whitelists) de acesso. Existem também listas intermediárias (greylists) que liberam acessos vindos de um determinado grupo de origem de requisição e negam para outros.

Alta disponibilidade integrada: Esse é um recurso importante que você precisa ter caso seu ambiente seja crítico, já que nessas circunstâncias a hipótese de perder seu único firewall nem pode existir. Basicamente, a alta disponibilidade consiste em se ter 2 ou mais equipamentos trabalhando em conjunto, e, caso ocorra uma situação em que o firewall principal seja desligado por qualquer motivo, o 2º equipamento assume, mantendo os mesmos recursos e funções operacionais do firewall que caiu.

Esse recurso não é muito importante se a sua empresa for pequena e puder operar sem um firewall por um curto período (enquanto o mesmo esteja sendo restaurado). No entanto, se você for uma empresa que lida com centenas ou milhares de dados de clientes e os precisa proteger, precisará de alta disponibilidade integrada para evitar exposição perigosa caso o firewall principal pare de funcionar.

Filtragem de Pacotes: Metodologia que consiste em identificar uma lista de regras fornecidas pelo desenvolvedor e verificar as compatibilidades, permitindo ou não a entrada e saída do pacote de informações. Esse recurso é dividido em dois tipos distintos: estático, que analisa com base nas configurações e sem levar em conta a ligação de um pacote e outro, e o dinâmico, que adapta as regras conforme a situação.

Inspeção de estados: Por meio de uma análise do tráfego de dados, em busca de padrões devidamente aceitáveis, esse tipo de barreira faz uma espécie de comparativo entre o que acontece no momento e o que se espera que aconteça. Tudo o que é armazenado se torna importante ferramenta para servir como parâmetro de tráfegos seguintes, de modo que a comunicação se mantenha a melhor possível.

Servidor Proxy: Um servidor proxy altera o seu endereço IP e mascara a origem de seu tráfego de rede, agindo como intermediário entre o seu computador e a Internet. Também chamado de proxy de serviço, a missão desse firewall é impedir a comunicação direta entre a origem da emissão de dados e o destino dela, além de executar tarefas complementares, tais como o registro de tráfego, o armazenamento de conteúdo e a liberação de alguns recursos.

Considerações de tamanho e escopo ao escolher um firewall

Antes de escolher um firewall, você deve saber a quantidade de usuários de internet na sua rede, o tamanho dos seus links internet, bem como o quanto você espera que a sua empresa cresça no curto/médio prazo. Isso o ajudará a decidir pelo tamanho de equipamento ideal, já prevendo o crescimento do seu negócio.

Aqui estão três sistemas que você pode escolher, dependendo do tamanho e escopo da sua empresa:

Firewall baseado em host: São programas que protegem um único computador – exemplo: os firewalls que vêm junto com as soluções de antivírus. Cada endpoint separadamente teria que ter o seu próprio firewall baseado em host. Esses mecanismos são simples, de baixo custo e flexíveis, mas ainda altamente vulneráveis ​​– oferecendo proteção mínima contra ameaças de segurança cibernética. Recomendado somente para computadores de uso pessoal.

Firewall de borda: Projetados para proteger vários computadores simultaneamente, eles são muito mais difíceis de se penetrar, porque estão situados na borda da rede, ou seja, entre a internet e a rede local da empresa. Como o tráfego malicioso terá que passar pela rede para chegar ao endpoint ou aos servidores, um firewall de borda pode detectar e impedir a entrada de malware e outros tipos de ataques com eficiência.

Firewall empresarial: Os firewalls corporativos são projetados para empresas com redes complexas e muitos usuários. Normalmente, eles incorporam automaticamente caminhos de VPN, alta disponibilidade embutida e possuem sistemas de monitoramento e relatórios mais sofisticados.

Os firewalls corporativos geralmente são soluções parrudas, com inúmeros recursos, e a maioria das pequenas e médias empresas não exige esse nível de proteção. Porém, se sua rede for grande, ou composta por várias filiais, e/ou você tenha muitos dados para proteger, essa com certeza deverá ser a sua escolha.

Como implementar o firewall em sua empresa

Agora que você tem uma ideia do tamanho do seu firewall e dos recursos que deseja considerar, você precisa decidir como o firewall será implementado.

Abaixo estão alguns dos principais métodos de implantação de firewall:

Firewall de software: Os firewalls de software são mais comumente instalados em computadores pessoais. Eles bloquearão malware, trojans, vírus e outras atividades perigosas conhecidas.

Infelizmente, os pacotes de dados podem passar pelo switch e roteador antes que o software possa digitalizá-los. A essa altura, o software malicioso já pode estar instalado no seu disco rígido. Portanto, essa não é a solução ideal para uma empresa que precisa proteger muitos dados confidenciais.

Firewall de hardware: Os firewalls de hardware são instalados atrás do roteador para que possam verificar todos os pacotes de dados provenientes da Internet. Eles usam funções “inteligentes” para detectar e reconhecer vírus e malware desconhecidos ou novos, analisando grandes conjuntos de dados e identificando atividades irregulares.

Os firewalls de hardware são projetados como sistemas “chave na mão”, que possuem software pré-instalado e, uma vez configurados, podem fornecer proteção 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Os dois principais poréns dos firewalls de hardware são que eles precisam ser atualizados com certa frequência e, se você precisar aumentar a largura da sua banda de internet, pode ter que pagar por novos appliances e serviço de instalação – o que pode ser demorado e não muito barato.

Firewall Gerenciado: Os firewalls gerenciados compõem uma solução interessante para as empresas que já possuem o appliance porém não tem tempo ou pessoal capacitado para gerenciá-los.

Nessa condição, por já possuir os equipamentos, a empresa pode contratar somente o serviço de gestão, que é um artifício de manutenção de baixo custo.

Partindo do princípio que o firewall já está instalado em sua rede, ele passa a ser gerenciado remotamente pelos profissionais de segurança cibernética do fornecedor que você escolher. Todas as suas atualizações podem ser tratadas fora do local automaticamente e você pode facilmente dimensionar seus sistemas para atender às demandas de uma empresa em crescimento.

A recomendação ao contratar um serviço de gestão de firewall é negociar um Acordo de Nível de Serviço (SLA) seguro e benéfico, capaz de estipular uma disponibilidade e capacidade de resposta de 99,99% que corresponde aos padrões SOC internacionais.

Firewall as a Service:  Oferece a locação de todas as funções habituais de um firewall, atreladas ao gerenciamento e à manutenção de seus recursos. Esse serviço entrega um conjunto de benefícios, que incluem desde a locação do equipamento até o atendimento especializado.

Além da vantagem de diminuir custos na aquisição de um firewall, a modalidade “as a service” fornece um suporte com escopo de atuação personalizado, capaz de atender às necessidades específicas de cada negócio ou projeto operacional. O serviço compreende a gestão proativa, preventiva e corretiva da solução e seus módulos, de forma a automatizar os protocolos de segurança, agregando valor ao desempenho de sistemas, rede, processos, dados e serviços.

Cabe ainda observar que a escolha de um firewall é apenas metade da batalha contra os invasores. Se você deseja criar um sistema de segurança de TI completo e impenetrável, precisará instalar várias outras medidas de segurança, como sistemas contra vazamento de dados (DLP), um bom antivírus corporativo, do módulo IPS capazes de bloquear ransomware, bem como outros recursos que são essenciais para a segurança da rede, como antivírus de borda e filtro de conteúdo.

Caso queira uma consultoria sobre o uso de firewall, procure uma empresa com uma boa dose de expertise para solucionar os principais problemas de TI. O nosso time altamente capacitado está preparado para entregar os melhores serviços e garantir o correto funcionamento das soluções de segurança da informação para a sua empresa.

Se você gostou do tema que abordamos e quer saber maiores detalhes, então aproveite que está aqui e solicite um orçamento agora!

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Confira os próximos assuntos