Como fazer um bom gerenciamento de senhas na sua empresa?

De acordo com um estudo do National Cyber Security Centre (NCSC), pessoas que utilizam senhas simples estão mais propensas a ataques de hackers. Partindo desse princípio, como você faz o gerenciamento de senhas da sua empresa?

Por mais que invista em um backup de qualidade e preste atenção nos arquivos dos e-mails, além de ter instalado um bom antivírus, quando se trata de segurança digital, jamais você deve descuidar das senhas, pois elas podem representar um grande perigo.

Neste texto, você entenderá melhor como se proteger de fato e propor um uso consciente das chaves de acesso corporativas. Acompanhe a leitura e confira!

O que é um gerenciamento de senhas?

Basicamente, optar pelo gerenciamento de senhas é confiar em um programa específico, seja ele salvo no HD, seja na nuvem, que tenha a permissão de armazenar todas as suas senhas de maneira segura.

É um acesso bem mais amplo e complexo dos sistemas de armazenamento de informações, de maneira que os usuários minimizem a preocupação de confiar na memória, bloquinhos de anotação ou navegadores.

É um serviço que tem como propósito automatizar todo o processo, protegendo a empresa e realizando o devido controle das credenciais de contas privilegiadas.

Você reúne as informações sensíveis em uma espécie de cofre de senhas, cuja determinação será a de arquivar os dados salvos de maneira que nenhum atacante digital possa invadir. 

Por que você precisa do gerenciamento de senhas?

Levando em conta que não temos um cérebro altamente treinado para armazenar zilhões de senhas e que o mundo digital está recheado de espertalhões que esperam pequenas brechas, fazer o gerenciamento das senhas utilizadas é de suma importância para as empresas.

Boa parte das violações dos hackers é realizada a partir de senhas corporativas consideradas fracas, que culminam em sequestro de dados valiosos da organização.

Ter um gerenciamento de senhas é uma maneira completa de proteger sua empresa de ataques ransomware, e-mails maliciosos, chantagens de criminosos, entre outras situações tenebrosas do mundo cibernético.

Cada companhia tem os seus segredos que precisam ser devidamente guardados, afinal, a concorrência não pode ter acesso a algo que desmantele o seu diferencial competitivo.

Um bom planejamento nesse quesito pode evitar diversas situações que comprometam a rotina corporativa, como o vazamento de documentos confidenciais, imagens comprometedoras, dados de clientes e assim por diante.

Com isso, você e sua equipe podem trabalhar em paz, sem o receio de ter alguma informação sigilosa corrompida e ter que arcar com prejuízos gigantescos.

Quais são as melhores práticas de gerenciamento?

Além de saber o que é o gerenciamento de senhas e a importância dele no dia a dia corporativo, vale ressaltar que algumas orientações são indispensáveis para fazer essa engrenagem de proteção funcionar com maestria.

Sendo assim, acompanhe abaixo algumas das principais dicas de como aperfeiçoar a prática do gerenciamento.

Oriente os seus colaboradores

Nem todos os colaboradores dispõem do conhecimento necessário para reconhecer a importância de uma senha, portanto, focar em uma política de segurança da informação é uma das primeiras medidas a se tomar.

É indispensável educar o público interno em relação à relevância de mexer com senhas seguras, especialmente em casos de empresas que lidam bastante com o desenvolvimento de novos produtos.

Os funcionários precisam compreender que o engajamento coletivo em torno do sistema de segurança é a peça-chave para reduzir riscos e impedir o furto de dados.

Para tanto, coloque manuais à disposição, ofereça palestras com especialistas em segurança digital, mantenha sua equipe de TI atenta e desenvolva uma intranet apenas com os sites permitidos pela companhia.

Defina senhas complexas

Aquelas senhas com a data de aniversário do cachorro, a comida favorita ou o time que torce são um verdadeiro perigo para a proteção de dados, afinal, cibercriminosos especialistas em engenharia social sabem identificar senhas ligadas a coisas pessoais.

Assim sendo, você precisa de um planejamento de senhas que ofereça complexidade e dê um certo trabalho para ser decodificada.

O ideal é criar senhas que mesclem letras maiúsculas e minúsculas, caracteres especiais (@, *, %, & etc.) e números, desde que tenha uma combinação totalmente improvável e aleatória.

Tão importante quanto isso é criar o maravilhoso hábito de bloquear o acesso aos computadores por meio de uma proteção com senha e limitar o número de erros ao acessar, elevando assim, o nível de segurança. 

Atualize as senhas periodicamente

Da mesma forma que as fraldas de bebês, as senhas devem ser trocadas frequentemente, afinal, você não quer estar ali quando o problema começar a feder, não é mesmo?

Uma das grandes brechas de segurança que os hackers aproveitam com tranquilidade é a repetição de senhas para uma infinidade de sites, tornando o compartilhamento de informações comprometido.

É fundamental que haja a atualização das senhas, no intuito de limpar possíveis rastros que possibilitem a entrada de desconhecidos no sistema.

Você e sua equipe podem colocar certos níveis de exigência, como trocar alguns dígitos, estabelecer períodos de 3 em 3 meses para a modificação, proibir senhas em sequência ou com motivações pessoais, entre outros fatores.

Como melhorar o gerenciamento de senhas?

Por mais que os navegadores tenham recursos para efetuar o gerenciamento de senhas, sendo até prático em muitas situações, nem de longe é a opção mais confiável.

No caso do Chrome, por exemplo, os dados podem até apresentar um nível de criptografia, mas a chave para tornar as senhas visíveis é a sua conta de usuário.

Por isso é necessário pensar em soluções plausíveis que realmente ofereçam um grau de proteção, uma vez que o ambiente corporativo não pode ficar à mercê de vulnerabilidades, concorda?

No mercado, existem gerenciadores com um bom nível de armazenamento, tais como Dashlane, Keeper, Sticky Password, Last Pass, entre outros, que contam com funcionalidades diversas.

Todavia, o armazenamento criptografado na nuvem pode oferecer uma segurança até melhor, que é o caso do gerenciador de senhas do antivírus Kaspersky, por exemplo.

Com ele, é possível proteger documentos importantes, cartões bancários, anotações confidenciais, entre outros recursos que permitem aos usuários terem um controle de primeira linha e mais confiável que os navegadores.

Para concluirmos, além de enfatizarmos a urgência de contar com um bom gerenciamento de senhas para coibir o acesso de pessoas indesejáveis, vale a recomendação de um bom firewall e medidas preventivas quanto ao Wi-Fi. 

Se quiser uma consultoria especializada para não pagar mico por aí, então aproveite a oportunidade e solicite um orçamento agora mesmo!

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Confira os próximos assuntos

O uso do PIX para fraudes

O PIX ainda nem foi lançado, mas os cibercriminosos já estão utilizando o cadastro prévio para roubar informações. Entenda como funciona e saiba prevenir seus colaboradores.