Como o firewall pode aumentar a proteção contra ciberataques

Com o aumento dos crimes virtuais, a cibersegurança é fundamental para empresas de todos os tamanhos, mesmo aquelas de menor porte. E o uso de um firewall se mostra cada vez mais necessário. Prova disso é que 94% dos entrevistados em pesquisa da Firemon consideram essa ferramenta uma parte importante de sua segurança.

O firewall é capaz de evitar que softwares mal-intencionados se alastrem em seu computador e usuários não autorizados acessem a sua rede. Porém, mesmo com os avanços na tecnologia dessa ferramenta, as empresas ainda enfrentam desafios como lidar com a complexidade das configurações e fazer o gerenciamento básico de firewall, de modo a conseguir otimizar o uso dessa solução.

Neste artigo, vamos abordar a importância do uso adequado do firewall, apresentar os diversos tipos dessa ferramenta e mostrar quais são as principais vantagens de utilizá-la.

 

Por que o uso adequado do firewall é tão importante

As proteções convencionais, como antivírus, não são mais suficientes para proteger as empresas de todos os tipos de ameaça. De acordo com pesquisa da Imperva, 50% dos antivírus não conseguem identificar as novas ameaças de malware. E não apenas as grandes empresas  estão sob a mira dos cibercriminosos – segundo a mesma pesquisa, cerca de 90% das invasões visam a atingir sistemas de pequenas e médias empresas.

Além disso, as falhas nas defesas de cibersegurança das organizações abrem brechas para os ataques. De acordo com uma pesquisa da Sophos, 91% das organizações atacadas usavam uma proteção atualizada no momento do ataque. Em alguns casos de vulnerabilidades, os gestores de segurança também precisarão de ferramentas complementares, como o próprio antivírus, que realiza a limpeza do sistema.

Ainda segundo o levantamento da Sophos, as ameaças conseguem entrar nas organizações de diferentes maneiras:

  • 33% por e-mail;
  • 30% navegação em um site malicioso ou comprometido;
  • 23% por meio de software;
  • 14% por meio de um dispositivo USB ou externo.

Para agravar a situação, em 20% dos casos, as equipes de TI não tinham conhecimento do ponto de entrada das ameaças. Essa falta de visibilidade destaca um desafio significativo para as equipes de TI com relação à segurança: se você não sabe como a ameaça entrou, é difícil evitar ataques futuros.

E quanto mais tempo a ameaça permanecer na rede, maior será o risco para a organização. A mesma pesquisa revelou que as empresas demoram, em média, 13 horas para detectar ameaças em sua rede. Nesse intervalo, os hackers têm a oportunidade de contaminar as empresas com uma grande quantidade de malwares.

 

Desafios enfrentados pelas empresas no uso do firewall

Os maiores desafios que as equipes de TI enfrentam atualmente para garantir a segurança das empresas é equilibrar desempenho, privacidade e proteção. Ainda de acordo com a pesquisa da Sophos, a maioria dos entrevistados disse desejar uma visibilidade melhor contra ameaças. Muitos também chamaram a atenção para a necessidade de maior segurança de perímetro, o que é compreensível, considerando a prevalência de ameaças de rede.

 

Os grandes desafios do uso dessa tecnologia, no entanto, são a sua configuração e o seu gerenciamento. Um firewall configurado adequadamente pode aumentar a segurança de seu sistema de forma significativa, pois determina quais serviços em sua rede podem ser acessados pelos usuários, estando eles trabalhando de forma remota ou presencial.

Portanto, a configuração do firewall deve ser feita com bastante cuidado na escolha dos seus parâmetros e das restrições de acesso. Além disso, é importante que o firewall seja eficiente, mas não restritivo ao ponto de tornar a conexão mais lenta e o acesso burocrático demais.

Por isso, mesmo que o firewall seja uma solução acessível, ele requer a participação de um time capacitado para implementar, gerenciar e monitorar o seu funcionamento.

 

Conheça os diversos tipos de firewall

Os firewalls tradicionais existem há décadas e são uma solução de segurança padrão usada pela maioria das organizações. Mas, à medida que o cenário de ameaças foi evoluindo, a tecnologia de firewall também evoluiu.

Como muitos sabem, o firewall atua como uma barreira de proteção, vetando qualquer ação maliciosa que possa comprometer a segurança da empresa ou do colaborador. Sendo assim, toda empresa que trabalha com dados importantes e sensíveis, terá, sem exceção, que recorrer ao auxílio de um meio para blindar o acesso aos computadores e servidores, e, consequentemente, a estas informações.

O firewall corporativo pode resolver muitos problemas de segurança, pois faz a análise do tráfego de rede a partir de um aglomerado de instruções e regras, a fim de direcionar as operações que podem ou não ser executadas. Desse modo, ele bloqueia o tráfego de dados inconvenientes e libera a entrada apenas daqueles considerados seguros.

Atualmente existem dois tipos de firewall:

UTM: Conhecido como Gerenciamento Unificado de Ameaças, o UTM (do inglês, Unified Threat Management) tem como foco combinar as funções de inspeção de estado, prevenção contra intrusos, filtro de conteúdo e demais serviços. Essa centralização de recursos em um só sistema costuma facilitar, e muito, a vida de pequenas e médias empresas, tendo em vista que um único dispositivo pode suprir boa parte da sua carência de segurança e centralizar a gestão.

NGFW: O firewall de última geração (do inglês, Next Generation Firewall) é uma ferramenta de inspeção profunda de pacotes que vão além da inspeção e bloqueio de portas / protocolos para adicionar inspeção no nível do aplicativo, prevenção de intrusões e para trazer inteligência de fora do firewall. Diferentemente de um modelo tradicional de firewall que faz apenas controle de IP de origem, IP de destino, porta de origem, porta de destino e flags, um NGFW vai além, com análises mais profundas no pacote que é trafegado por ele.

Esses recursos proporcionam a capacidade de identificar ataques, malwares e outras ameaças, além de permitir que o NGFW bloqueie essas ameaças. Essa ferramenta disponibiliza para as empresas a inspeção SSL, application control, intrusion prevention e visibilidade avançada de toda a superfície de ataque.

 

Veja as principais vantagens do uso do firewall

Numa rápida analogia, o firewall funciona como o porteiro de um prédio, filtrando e processando o tráfego de moradores e visitantes. Portanto, trazendo para o âmbito técnico, ele monitora a entrada e saída dos pacotes de dados, autorizando ou não o tráfego de informações.

Conheça alguns benefícios fornecidos por este sistema:

Protege as informações

O firewall bloqueia o tráfego de dados inconvenientes e libera apenas o que é bem-vindo aos olhos do sistema. Mais do que uma simples barreira contra invasões, ele permite diversas configurações, provendo variados níveis de proteção, mesmo contra ameaças complexas e avançadas.

Conexões sempre protegidas

O firewall faz uma proteção abrangente da rede da sua empresa, controlando acessos e bloqueando possíveis tentativas de invasão. Ele permite que todas as transações sejam realizadas em segurança, mesmo em meio aos constantes ataques, malwares e ameaças remotas.

O firewall faz o bloqueio de arquivos nocivos, principalmente aqueles com formato “exe”. Além disso, ele torna mais seguro e confiável a utilização de sites FTP (File Transfer Protocol).

Evita ataques de cibercriminosos

O firewall pode impedir várias ações maliciosas. E, dependendo da complexidade da solução, ele consegue direcionar um tráfego perigoso para sistemas específicos de proteção.

Monitora as atividades dos usuários

Outra vantagem é ter uma conectividade full time, de maneira que os colaboradores sejam monitorados constantemente. Desse modo, pode-se ter mais controle sobre os sites acessados e identificar o que foge da política de sistema da informação.

Aumento da produtividade

Além de aumentar a segurança, o firewall corporativo favorece o aumento da produtividade, pois a organização terá mais controle dos sites acessados pelos colaboradores. Com isso, é possível identificar o que foge da política de sistema da informação e apresentar feedbacks e relatórios para tornar o ambiente de trabalho mais focado no propósito do negócio.

A AIM7 tem como principal alvo oferecer soluções acessíveis de Segurança da Informação para empresas preocupadas em ter uma proteção e dados efetiva.

Por isso, você pode contar com a nossa ajuda através de dois formatos:

Firewall como serviço: contrate a solução como serviço, pagando de forma mensal e com valores acessíveis. Além do uso do equipamento, a sua empresa contará com o serviço de gestão realizado pelo time de especialistas da AIM7, que garantirá o correto funcionamento do firewall e seus módulos. Adicionalmente, faremos o monitoramento dos seus links internet e envio de relatórios gerenciais para apoiar sua tomada de decisão. E o melhor: a mensalidade pode ser abatida do IRPJ.

Serviço Gerenciado: se você já possui um firewall de borda e gostaria de utilizar todos os recursos nele disponíveis para aumentar a segurança da sua rede, a AIM7 assume a gestão do mesmo, adequando regras, sugerindo melhorias nas configurações, além de monitorar os seus links internet e entregar relatórios gerenciais quinzenais para futuras tomadas de decisão.

Entre em contato conosco.

 

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Confira os próximos assuntos