Data Loss Prevention (DLP): mais que ferramenta, um processo

Atualmente, a proteção de dados se tornou uma prioridade para as empresas. Afinal, a informação pessoal já é considerada o bem mais precioso de qualquer organização. Além disso, as empresas precisam agora se adequar às novas regras para o uso de dados da LGPD.

Em contrapartida, os cibercriminosos desenvolvem ataques com táticas cada vez mais sofisticadas e voltadas para empresas de todos os tamanhos. Cerca de 63% das pequenas e médias empresas de todo o mundo sofreram algum tipo de ataque envolvendo perda de informações sensíveis em 2019, segundo pesquisa do Ponemon Institute.

Cabe ainda observar que os dados de uma empresa podem ser colocados em risco não apenas por ameaças externas, mas também pela má conduta de funcionários que roubam dados intencionalmente. Uma pessoa pode ter autorização legítima para acessar os dados de uma organização, mas decidir usá-los ou compartilhá-los com a intenção de causar danos àquela empresa. Essa prática tende a ser facilitada com os colaboradores atuando em home office

Portanto, os vazamentos de dados podem ocorrer tanto pela deficiência na tecnologia de segurança quanto por falhas no comportamento dos usuários. À medida que os computadores e dispositivos móveis adquirem mais recursos de conexão, eles também disponibilizam mais lacunas para os vazamentos de dados. Isso ocorre porque novas tecnologias são desenvolvidas mais rapidamente do que a nossa capacidade para as proteger. Uma vez que muitas pessoas não sabem como funcionam as ameaças de segurança atuais, elas não dão atenção suficiente a esses riscos.

Neste artigo, vamos mostrar a importância de tratar o Data Loss Prevention não apenas como uma ferramenta, mas como um processo de segurança que envolve a participação de todas as equipes da empresa.

 

Mas o que é DLP?

DLP é a sigla para Data Loss Prevention (Prevenção à Perda de Dados) e é a medida preventiva mais eficaz e com o melhor custo-benefício contra danos aos dados de qualquer negócio. 84% dos líderes de TI indicam a DLP para lidar com desafios de segurança, segundo o estudo de valor de mercado de ativos intangíveis da Ocean Tomo.

Essa solução abrangente permite proteger os dados das empresas por meio da aplicação de uma política de uso de dados, notificação dos usuários e proteção de dados sensíveis. A DLP protege sistemas de e-mail e banco de dados, controla as atividades de endpoints, filtra fluxos de dados em redes corporativas e monitora dados na nuvem.

Uma violação de dados expõe informações confidenciais, sensíveis ou protegidas a uma pessoa não autorizada, que visualiza ou compartilha esses dados sem a devida permissão. 

Uma vez que alguma violação (ou tentativa de) é identificada, essa solução reforça a correção com alertas, criptografia e outras ações de proteção para evitar que os usuários compartilhem dados que possam colocar a organização em risco. Além disso, ela fornece relatórios para atender aos requisitos de conformidade e auditoria, e identificar áreas de fraqueza e anomalias para análise forense e resposta a incidentes.

Porém, mais do que uma ferramenta, a prevenção à perda de dados envolve um conjunto de processos que ajudam a garantir que os dados confidenciais só sejam usados corretamente e acessados apenas por usuários autorizados. Afinal, os erros humanos abrem muitas brechas para ciberataques, colocando as empresas em risco.

 

Atenção também às ameaças internas

Para reforçar a segurança, é importante orientar os funcionários, evitando, desta forma, falhas na política de segurança da empresa. O uso da DLP contribui também para instruir os colaboradores sobre quebras na política de segurança e proteger os dados. Além disso, a DLP serve como mais uma barreira contra possíveis ações mal intencionadas por parte de colaboradores.

Nessa perspectiva, a DLP funciona não apenas como um obstáculo às ameaças externas, mas também como uma ferramenta capaz de educar os colaboradores e de estabelecer limites entre o que eles podem ou não acessar e compartilhar. Afinal, basta um erro ou uma ação má intencionada de uma única pessoa para comprometer um site ou uma rede completamente.

Todos os colaboradores são responsáveis por manter os padrões de segurança de dados onde trabalham. Embora o departamento de TI faça a maior parte do trabalho diário de proteção dos sistemas, todas as partes interessadas influenciam a política de segurança e a implementação dessas medidas em uma organização.

 

Melhores práticas de Data Loss Prevention

Instalar uma ferramenta de DLP é apenas a primeira etapa no processo de prevenção contra perda de dados. Embora esse software possa trazer ganhos rápidos, você deve compreender que a prevenção de perdas de dados requer um conjunto de ações que deve ser atualizado continuamente para se alcançar um sucesso duradouro. 

A DLP deve ser vista como uma solução abrangente de segurança, que envolve uma busca constante para compreender como os usuários, sistemas e eventos interagem com os dados de sua empresa, com a finalidade de protegê-los melhor. 

A seguir, mostraremos quais são algumas das principais recomendações para uma estratégia de DLP adequada nas empresas.

  • Determine seu objetivo principal de proteção de dados. Você está tentando proteger a sua propriedade intelectual, obter mais visibilidade de seus dados ou atender à conformidade da regulamentação? Com um objetivo principal estabelecido, fica mais fácil definir a arquitetura de implantação DLP mais adequada para a sua empresa.

  • Defina claramente as funções e responsabilidades de cada um dos colaboradores envolvidos no programa de DLP da sua organização.

  • Para proteger os seus dados, as empresas de TI precisam de uma abordagem sistemática para a segurança. Procure definir quais funções em seus negócios devem ser protegidas prioritariamente e estabeleça objetivos que sejam rápidos e mensuráveis.

  • Trabalhe em conjunto com os gestores das unidades de negócios para estabelecer as políticas de DLP que regerão os dados da sua organização. Isso ajudará a garantir que as diferentes unidades de negócios estejam cientes sobre as políticas em vigor e como elas podem ser afetadas, além de permitir uma melhor configuração e personalização da ferramenta, de acordo com o perfil de cada departamento.

  • Documente seus processos cuidadosamente. Isso ajudará você na aplicação consistente de políticas de segurança e fornecerá um documento de registro para quando as revisões forem necessárias. Esses registros também poderão ser úteis quando novos colaboradores forem integrados à sua equipe.

  • Defina métricas de sucesso e compartilhe relatórios com os líderes de negócios. Determine os indicadores-chave de desempenho (KPIs) que você deve medir e procure monitorá-los de perto para determinar as áreas de melhoria. Compartilhe essas métricas com os líderes da sua organização para mostrar o impacto positivo da DLP e o seu valor para os negócios.
  • Estabeleça níveis de criticidade para cada arquivo/documento existente na rede. Com base nisso, você poderá garantir, através da DLP, que somente pessoas autorizadas terão acesso aos documentos que precisam e terá maior controle do que pode ou não circular dentro ou fora do ambiente de trabalho.

Com o uso da DLP, é possível ter um rápido panorama geral de todas as ameaças, com relatórios robustos e alertas de comportamentos suspeitos. Essa solução permite monitorar como os seus dados estão sendo usados, além de registrar as atividades dos computadores dos usuários e fornecer um relatório detalhado que permite descobrir quaisquer ações ilegais. Desse modo, fica muito mais fácil corrigir violações de políticas de segurança e também melhorar o controle dos dispositivos. 

Além dessas medidas de proteção de dados, é recomendável o uso de soluções de duplo fator de autenticação, antivírus e firewall para complementar a segurança da rede.

Entre em contato conosco para saber como podemos proteger proativamente os seus dados contra ameaças modernas.

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Confira os próximos assuntos